sábado, 12 de março de 2011

Aurora Boreal(campo eletromagnético protetor da Terra) e as Naves Espaciais

O Sol com suas tempestades solares a princípio chamado de CMES(ejeções de massa coronal) intuitivamente poderia se dizer que seria perigoso no espaço. Logicamente, nenhum astronauta quer encontrar um “enxame” de prótons de alta energia solar; tempestades severas poderiam causar literalmente enjoo, vômitos, fadiga, e baixa imunidade, quando expostos. Porém, os cientistas sabem há muito tempo sobre este fenômeno, que é chamado “diminuir Forbush”. Ao monitorizar esta chuva de prótons, percebem ao contrário da intuição, que as doses de raios cósmicos (outras radiações, como: estelares etc...) caiu, quando a atividade solar era elevada. A razão é simples: Quando explodem as manchas solares, o campo magnético da Terra desvia as partículas carregadas e afasta muito dos raios cósmicos eléctricamente carregados, que poderiam atingir nosso planeta. Agora, a boa notícia: poucos prótons solares são capazes de penetrar a casca das naves espaciais da NASA. Enquanto, os astronautas ficarem dentro de casa , eles estão seguros.(* tempestades solares diferentes de raios cósmicos, que são provenientes de uma explosão de estrela de nêutrons, buracos negros e etc...), ou seja , fora do sistema solar; mas afinal então os problemas são os raios cósmicos que penetram na nave.



                                          Um campo de força para os astronautas?

Os investigadores estão revivendo uma velha ideia, mas incomum para proteger astronautas da radiação do espaço profundo. As cargas opostas se atraem. Como cargas de mesmo sinal(+ou-) se repelem. É a primeira lição do electromagnetismo.
video
A Exploração Espacial como retorno à Lua em preparação para jornadas mais longas para Marte e além, mas há um problema : RADIAÇÃO. O espaço além da órbita baixa(proteção da Terra) da Terra está inundado do Sol e de fontes galácticas profundas, como as supernovas. Astronautas a caminho da Lua e Marte estarão expostos a este tipo de radiação, aumentando o risco de câncer e outras doenças. Encontrar um bom escudo é importante. Os cientistas da NASA estão investigando muitos materiais bloqueadores de radiação, tais como: alumínio, plásticos avançados e hidrogênio líquido inclusive a água(cada um tem suas próprias vantagens e desvantagens. Estas são todas as soluções físicas. Há outra possibilidade, sem substância física, mas enorme poder de proteção: um campo de força(“como da Terra”). A NASA deu sinal verde, para construção de um tipo diferente de escudo, por exemplo: um campo magnético supercondutor, que um dia astronautas na Lua e Marte possam trabalhar em segurança, protegido por um princípio simples de electromagnetismo que até mesmo uma criança pode entender.

                                                                                      Agradecimentos a NASA

Nenhum comentário:

Postar um comentário