sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Black Hole (Buraco Negro)

                                                          Astrofísica e ficção


Durante muito tempo somente existia na concepção teórica do buraco negro (em 1916 o astrônomo alemão Schwarzchild encontrou uma solução para a teoria da Relatividade de Einstein que representa um buraco negro esférico.), porém já podemos identifica-lo com precisão, pois este era invisível aos telescópios, que agora foi identificado no centro da VIA LÁCTEA com o Observatório de RaioX Chandra da NASA (8 de fevereiro de 2012).



 Black Hole ( Buraco Negro)


        Concepção Teórica
Fórmulas: Física

R=2GM      (SCHWARZSCHILD)
       

V²=2CΔT


f= 1
    T (2¶R)

R²= V
      2


E=mc²

F= Gm1m2
           R
  
  Raciocínio Lógico


R= 2GM     →   2 GM    →  R=    G    →  R =G m1m2    →  G = F

       c²( m/E)           m/E                E                   R                  E          
                                                   
R = m1m2    →  G m1m2  =  m1m2  →  G = F   →  G= F   
    E                         F/E                                             mc²
   
c² = F_  → c²(V²) =  _F__    →  V²(2c∆T) = f.2GM       →
          Gm                    Rc².m       Gm1m2           c²(V²)
                                      2m
a equação quadrática → ( R)²= ( 2GM)²       →  aplicar na equação →
                                                    (c²

                                     →     ¶ R² = 2  = A












A=¶R²=2

 

 Interpretação geométrica espacial do buraco negro           
 A partir destes conceitos vamos para o futuro (ficção) e como seria fazer viagens virtuais aos buracos negros e identificamos algumas características especiais (Teoria), que deve ter: A princípio a ideia é que a nave emita uma frequência(f) (casco da nave) tal, que seja a mesma de um buraco negro; nós poderíamos viajar e adentrar um buraco negro, sendo que há a possibilidade de sair do mesmo, apenas do outro lado

                                   Sabemos que hoje isto é impossível para um ser humano
                                           viajar  muito perto de uma estrela de alta gravidade, que
                                             tem a massa como a do Sol, que além disso devemos           
                                             suportar a aceleração centrífuga para fora. (NASA, Virtual
                                             Trips Black Holes and Neutron Stars Page)  

Através de cálculos os quais deveriam ter algumas características especiais de uma nave e do buraco negro.
(nave espacial)     C²(velocidade da luz) =V=299 792 458 m / s
(nave e buraco negro)      f(frequência) = ¶ HZ
(buraco negro)            G(gravidade) =1
(buraco negro)          A (área) = ¶R²=2

Neste trabalho os aspectos visuais de uma viagem a um buraco negro. (vídeo feito por computador)



video


Referências
Hawking, Stephen. O Universo numa casca de Noz: Prevendo o Futuro. Edição 3º, Londres: ARX, pág111, 2001.
NASA, Observatório de Raio-X Chandra: Explorando o Universo Invisível, Disponível emhttp://www.nasa.gov/mission_pages/chandra/main/index.html
Acesso em: 30 de setembro 2013.
Nemiroff, Robert. Black Holes and Neutron Stars: Virtual Trips to Black Holes and Neutron Stars. Disponível em:
The Astrophysical Journal, 10 de novembro 2013 e   http://apod.nasa.gov/htmltest/rjn_bht.html



                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário